70.000 pontos?


Gráfico – Bovespa

grafico

Fonte: Economática

Em outubro, a Bovespa atingiu a máxima de 65.056 pontos. Alta de 75,6% sobre a mínima atingida em fevereiro/2016, de 37.046 pontos. Só neste último mês, a bolsa subiu 11,23%. Apesar de notícias com tom mais pessimista para a nossa política, a bolsa foi favorecida com a forte entrada de recursos do investidor estrangeiro, de R$ 4,03 bilhões, acumulando no ano R$ 17,0 bilhões.

Podemos mencionar outros fatores positivos:

1) A Moody´s surpreendeu o mercado, ao mudar a nota da Petrobras alterando o viés de negativo para estável. As suas ações atingiram R$ 18,48/ação, alta de 348,5% sobre a mínima de R$ 4,12/ação.

2) Saldo bem positivo na votação da PEC na Câmara com 359 votos a favor e 116 contra.

3) Redução da taxa básica de juros – Selic, de 0,25%, reduzindo para 14%.

4) Forte entrada de recursos, através da repatriação de recursos, de R$ 50 bilhões.

5) O candidato João Doria Jr venceu em 1º turno as eleições municipais de São Paulo, colocando um grande otimismo ao partido do PSDB, ao lado de Geraldo Alckmim.

Todas as notícias foram bastante favoráveis à bolsa.

No âmbito político, a prisão de Eduardo Cunha acabou sendo estopim de vários boatos, colocando inclusive o atual presidente, Michael Temer, no meio deste furacão. Só nos resta saber quais serão essas denúncias.

Na área econômica, os indicadores continuam com viés negativo. Segundo dados da pesquisa Focus, o PIB para 2016 é de queda de 3,30%, e para 2017, as estimativas foram reduzidas para +1,21%. A inflação continua mais pressionada, apesar de toda queda de demanda. A taxa Selic para dezembro de2016, de 13,50%.

Nos últimos dias, o Santander e o ItauUnibanco divulgaram seus balanços do 3º trimestre de 2016, cujos resultados ficaram acima das estimativas de mercado. Olhando os resultados da maioria das empresas, os múltiplos P/L continuam elevados, entretanto, como já vimos anteriormente, esses números podem mudar rapidamente. Continuamos otimistas com o mercado no médio e longo prazos.

Por fim, temos que mencionar mais dois pontos importantes:

1) Eleição nos EUA. Onde as pesquisas indicam ora a candidata Hillay Clinton com pequena vantagem sobre o candicato Donald Trump ora o Donal Trump na frente. Nesta reta final, existem muitas denúncias que colocam certa apreensão no mercado, mas teremos certeza somente no dia 08/11, dia das eleições americanas.

2) Outro ponto importante, nos parece que a elevação da taxa báscia de juros nos EUA está cada dia mais próxima, podendo acontecer após as eleições presidenciais. Estimamos que parte deste movimento já foi precificado pelos mercados, embora no momento do anúncio, ainda, possa haver alguma correção.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *