As ações mais indicadas para fevereiro, segundo 18 corretoras


São Paulo – As ações preferenciais da Petrobras (PETR4) ficaram no topo das indicações de corretoras e bancos para fevereiro. Elas foram sugeridas em 12 das 18 carteiras recomendadas de ações recebidas por EXAME.com neste mês.

Na segunda colocação, ficaram as ações do Itaú Unibanco (ITUB4), com 11 indicações. Já no terceiro lugar, houve empate: Banco do Brasil (BBAS3), Bradesco (BBDC4) e Suzano (SUZB5) tiveram oito recomendações cada um.

No mês de janeiro, a carteira com melhor desempenho foi a da Socopa, que registrou valorização de 10,45%, enquanto o Ibovespa —principal índice da Bolsa brasileira— subiu 7,38% no período.

Na outra ponta, a carteira da Geral Investimentos apresentou o pior desempenho no mês passado, uma alta de 3,04%.

As mais indicadas

No geral, as avaliações para a Petrobras citam positivamente o plano de desinvestimento da companhia, especialmente o anúncio da aprovação da venda da Liquigás para a Ultragaz, do grupo Ultrapar. O negócio tem valor aproximado de 2,7 bilhões de reais.

“Em janeiro, a companhia também realizou emissão no exterior, no valor de US$ 4 bilhões, montante que será utilizado para rolagem de dívidas que vencem no curto prazo”, destacou o BB Investimentos em relatório.

Segundo o banco, os riscos para a Petrobras permanecem sendo a volatilidade do preço do petróleo no mercado internacional, tendo em vista a recuperação da atividade exploratória nos EUA, bem como as oscilações do dólar e seu impacto sobre o estoque de dívidas da companhia.

A equipe da Citi Corretora destacou que a venda de ativos é potencial catalisador para as ações da Petrobras. “A avaliação do contrato de transferência de direitos pode levar a um reembolso do governo à empresa”, disse.

“Novo plano de negócios destaca o forte compromisso da companhia em reduzir o endividamento; A companhia deve seguir com foco em redução de custos e geração de fluxo de caixa livre”, completou a corretora.

Já para o Itaú Unibanco as avaliações destacam que ele é um dos maiores bancos do Brasil e apresenta os melhores índices de rentabilidade do setor.

“Ao longo dos últimos anos o banco tem mantido uma política de controle de custos muito efetiva, além de critérios de concessão de crédito mais ajustados, o que tem permitido ao banco manter níveis de inadimplência muito baixos”, ressaltou a equipe da Geral Investimentos.

“Acreditamos que o banco seguirá apresentando bons níveis de lucratividade e crescimento, se consolidando como líder no setor”, completou a corretora.

A Bradesco Corretora afirmou que vê o investimento em ações do Itaú como algo positivo, mesmo considerando uma atividade de crédito ainda crescendo em ritmo moderado em 2017.

“Estimamos crescimento de lucro do Itaú de 10% em 2016 e 15% em 2017, mantendo o retorno sobre patrimônio líquido (ROE) no patamar próximo de 20% ao ano, o que pode ser visto como amplamente satisfatório em qualquer cenário econômico, sobretudo na atual fase da economia brasileira”, completou a corretora.

Veja abaixo as carteiras recomendadas por 18 corretoras para o mês de fevereiro. Elas estão organizadas por ordem alfabética.

Ativa

Desempenho em janeiro: 5,28%

Ação incluída: Klabin. Ação retirada: Suzano.

Ação Preço-alvo, em R$ Peso, em %
Banco do Brasil (BBAS3) ND 10
BR Malls (BRML3) ND 10
Equatorial (EQTL3) ND 10
Gerdau (GGBR4) ND 10
Itaú Unibanco (ITUB4) ND 10
Klabin (KLBN11) ND 10
Petrobras (PETR4) ND 10
Raia Drogasil (RADL3) ND 10
Ultrapar (UGPA3) ND 10
Via Varejo (VVAR11) ND 10
BB Investimentos

Desempenho em janeiro: 5,95%

Ações incluídas: Cielo, AES Tietê e Usiminas.

Ações retiradas: ABC Brasil, Alupar, CCR, Multiplan e Raia Drogasil.

Fonte: http://exame.abril.com.br/seu-dinheiro/as-acoes-mais-indicadas-para-fevereiro-segundo-18-corretoras/

Data: 03/02/2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *